domingo, abril 03, 2005

amanhecer

Desponta ao longe um sol pálido mas força de vigor espelhada nos olhos. Hoje tudo mudou. Hoje impera a leveza a solidez do granito apodera-se do corpo mole e a mente flácida abre o peito cerra os dentes e ergue-se das cinzas fénix indestrutível imparável dirigível em rota de colisão. Nada nem ninguém a mal ou a bem impedirá o ímpeto da poderosa cascata dura que rasga a rocha bruta em forçada erosão e perscruta em minúncia a Terra. Esta guerra não é nova, é o velho caminho gasto pelas solas transeuntes de quem sabe da efemeridade da preciosa viagem.

1 Comments:

Blogger O Meu Outro Eu Está a Dançar said...

"Eu só queria que não amanhecesse o dia, que não chegasse a madrugada.
Eu só queria amor, amor e mais nada"

Caetano Veloso

7/4/05 11:39 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home